23/07/2014
Fique ligado
Você está aqui: Capa » Recreação e Esporte » Brincadeiras Africanas – Herança Africana nas Brincadeiras de Crianças

Brincadeiras Africanas – Herança Africana nas Brincadeiras de Crianças

Brincadeiras de CriançasDevido ao passado escravista, a diversidade cultural do Brasil está fortemente ligada à cultura africana. A influência na formação do povo brasileiro foi determinante em vários aspectos: ainda que os escravos fossem subjugados pelos brancos, a convivência entre eles era intensa e não havia como evitar a transmissão de crenças, costumes e religiões. Com as crianças, não foi diferente. Uma das funções dos filhos de escravos era acompanhar o “sinhozinho” e a “sinhazinha” na hora da diversão, o que acabou consolidando no país diversas brincadeiras de origem africana que até hoje são as preferidas de meninos e meninas.

Essas brincadeiras precisam de poucos recursos e são mais conhecidas do que se imagina. Confira algumas delas:

Escravos de Jó

É uma brincadeira de roda guiada por uma cantiga bem conhecida, cuja letra pode mudar de região para região. Para brincar, é preciso no mínimo duas pessoas. Todos têm suas pedrinhas e no começo elas são transferidas entre os participantes, seguindo a sequência da roda. Depois, quando os versos dizem “Tira, põe, deixa ficar!”, todas seguem a orientação da música. No verso “Guerreiros com guerreiros”, a transferência das pedrinhas é retomada, até chegar ao trecho “zigue, zigue, zá!”, quando os participantes movimentam as pedras que estão em mãos para um lado e para o outro, sem entregá-las a ninguém. O jogador que erra os movimentos é eliminado da brincadeira, até que surja um único vencedor.

Pular corda

Preferida das meninas, tanto na versão tradicional quando nas versões diferenciadas em que a brincadeira é guiada por alguma cantiga. Além de ser divertida para o lazer, é uma atividade excelente para exercitar o coração e a coordenação motora. Pode ser praticada tanto individualmente quanto em grupo, quando duas pessoas seguram as pontas das cordas e movimenta o instrumento para que um ou mais participantes possam pular. Quem esbarrar na corda sai da brincadeira. Ou simplesmente perde, e continua!

Pular elástico

Outra muito apreciada pelas meninas! Para brincar, basta separar pelo menos 2 metros de elástico de roupa e dar um nó. É necessário no mínimo 3 participantes: duas para segurar o elástico e outra para pular. As duas crianças que vão segurar o elástico ficam em pé, frente a frente, e colocam o elástico em volta dos tornozelos para formar um retângulo. Daí, o participante da vez faz uma sequência de saltos: pula para dentro, sobre e para fora do elástico, tentando completar a tarefa sem tropeçar. O grau de dificuldade aumenta ao longo da disputa: o elástico ainda deve subir do tornozelo para o joelho, cintura, tronco e pescoço. Dependendo da altura das crianças, o jogo vai ficando impraticável, mas é o desafio que estimula a brincadeira!

Gostou? Tem alguma sugestão ou crítica? Comente!

Deixe um comentário

71 comentários

  1. Gostei muto. obrigado assim eu pudi fazer um bom trabalho

  2. Ana Fabricia Almeida

    me ajudou bastate no trabalho de escola do meu irmãozinho

  3. legal me ajudou bastante para o meu trabalho da escola

  4. me a judou muito pro meu dv da escola

  5. me ajudou bastante no meu trabalho

  6. me ajudou muittooo no meu trabalho

  7. nossa mim ajudou bastante no meu trabalho!!!!

  8. Boa tarde, gostaria de saber qual é a fonte de onde tirou essas informações, para saber quais livros ou escritores procurar… Aguardo retorno…

  9. ajudou muito o meu filho!!!!!!!!!!!!!!!

  10. vai me ajudar muito no meu trabalho

  11. me ajudou ja no meu trabalho de cultura baiana

  12. to atrasado tenque fazee é pro dia 30/10/13 e hoje é 29/10/13

  13. Terrooor………….

  14. que bom que deu certo se n 0 no trabalho da escola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>